Tenho recebido muitas dúvidas sobre o que é vitamina D e os benefícios para a saúde. O mais importante é saber que ela é um dos nutrientes mais importantes no processo de melhora da imunidade. Sabemos que existe nas pessoas do mundo todo uma deficiência de vitamina D por conta do nosso estilo de vida moderno e mais sedentário, trabalhando dentro do escritórios ou de casa. Esse fator se agravou ainda mais na pandemia, pela diminuição da exposição solar. Inclusive, o próprio vidro das janelas já barra a radiação da violeta B e diminui a produção de vitamina. 

Para quem tem um medo excessivo do sol e usa muito protetor solar, é importante saber que isso interfere muito na quantidade de produção, então fiquemos atentos a isso! Aqui em casa,  faço a suplementação com doses baixas de vitamina D para minha esposa e meus filhos e também recomendo para meus pacientes.  

Então, vamos entender melhor  a importância dessa vitamina porque é uma forma fácil e barata de conseguirmos modular um nutriente muito importante para fortalecer nossa imunidade e ficarmos mais resistentes. 

O que é vitamina D?
Quanto mais a gente estuda, mais a gente sabe que essa vitamina é muito mais do que uma vitamina, ela é um hormônio que age no corpo inteiro em diferentes órgãos. 

Qual é a relação do cálcio e vitamina D?
É fundamental para se ter saúde óssea pois a vitamina age no intestino, fazendo aumentar a absorção do cálcio que depois será fixado no osso. Ela também age no músculo aumentando a recuperação muscular, então é uma aliada dos atletas. 

Para que serve a vitamina D?
Pouca gente sabe que a imunidade é muito afetada com a falta dessa vitamina. Existem vários estudos relacionando a deficiência dessa vitamina com o aumento de infecções respiratórias, principalmente no inverno. Também tem muitas pesquisas que comprovam a relação da deficiência da vitamina com doenças autoimunes. 

vitamina d

Juntamente com a exposição ao sol, a suplementação é uma das formas mais eficientes de reposição.

Como repor a vitamina D?
Existem três formas de obter essa vitamina, a mais barata é através do contato da pele com o sol, pois a radiação ultravioleta quando atinge a nossa pele converte uma substância em vitamina D. É possível também utilizar a vitamina em forma de suplementos, é barato e acessível, sendo a forma mais conveniente que temos para suplementar. E também podemos obter essa vitamina através da alimentação, mas é muito difícil atingir a dose ideal porque as fontes de alimentos são de difícil acesso e não são comuns na dieta brasileira. 

Quais são os alimentos com vitamina D?
No fígado de bacalhau e em vísceras de animais, como peixes de água muito fria, o que torna esse acesso um tanto inviável para os brasileiros. 

Quem tem tendência a ter vitamina D baixa?
Pessoas que se expõem pouco ao sol e que usam muito protetor solar, além de idosos e indivíduos acima do peso, que são grupos de risco e  que precisam de mais. 

Qual é o nível ideal de vitamina D?
Os estudos mais modernos informam que o ideal é ter um valor entre 30 mg/ml e 50mg/ml dessa vitamina no sangue. Só temos como saber isso de fato fazendo exame de sangue, por isso, o ideal é a dose individualizada e não uma dose única para todo mundo. Para se ter uma ideia, a ingestão de 1000 unidades de vitamina D por dia aumenta entre 6 e 10 mg/ml a presença dela no sangue.

Quer ter acesso a mais conteúdos informativos para se ter uma vida com mais saúde? Me segue no Instagram e confira minhas dicas.