Minhas dicas de alimentação saudável não estão apenas ligadas com que alimento você vai comer. Claro que isso é importante, mas o que define uma alimentação saudável não é apenas o valor nutricional de um alimento, mas também como nos relacionamos com a nossa comida. Você come por comer? Porque você come uma coisa e não outra? Existe culpa enquanto você se alimenta? 

Quando nos conectamos com o alimento, sem descartar a relação que temos com a comida e com a bagagem da comida afetiva que trazemos das boas memórias, percebemos que comer de forma suave é mais libertador e prazeroso. Não existem comidas “proibidas” na alimentação saudável, pois, em sua essência, o saudável é fazer as pazes com a comida, sem vê-la também apenas como um pote de nutrientes que vai agir aqui ou acolá. É possível ter resultados estéticos e ainda mais, ter uma saúde física e mental se alimentando com prazer! 

Uma das grandes dicas de alimentação saudável é ressignificar sua relação com o alimento. O autoconhecimento e informação adequada são imprescindíveis para você encarar a sua alimentação de uma nova forma e redescobrir o prazer. Aqui vão 3 dicas de alimentação saudável que considero importantes para nos relacionarmos melhor com a comida.  

Troque produtos industrializados por comida de verdade

dicas de alimentação saudável

No seu cardápio tem mais comida de verdade ou produtos industrializados?

Mas o que, afinal, é comida de verdade? Comida de verdade é o alimento íntegro, o mais natural possível, preferencialmente orgânico, minimamente processado e cheio de nutrientes que vão abastecer o nosso corpo de energia e vitalidade. São as frutas, cogumelos, legumes, raízes, hortaliças, grãos, ovos, carnes, algas, por exemplo. Ao contrário deles temos os alimentos industrializados e ultra processados, que passam por processos industriais que reduzem o valor nutricional dos mesmos, em troca de um maior lucro e aumento do tempo de vida do alimento, também conhecido como vida de prateleira.

Não é nenhum pecado, eventualmente, comer algum alimento industrializado. Isso não torna você necessariamente menos saudável. É importante avaliar o contexto social e a frequência de consumo. Comer com culpa faz tão mal quanto abusar desses produtos alimentícios. O mais saudável é ter bom senso, até porque no mundo em que vivemos hoje, algumas vezes a praticidade e a comodidade acabam falando mais alto. A minha dica de alimentação saudável é comer mais alimentos naturais possíveis. 

Dê preferência a comida que vem da terra, produzida localmente, da estação e com o menor nível de processamento possível. Ao preparar suas refeições, descasque mais e desembale menos. Me conte aí, como está o seu cardápio hoje? Tem mais comida de verdade ou produtos industrializados?

Reconheça os sinais da fome

dicas de alimentação saudável

Uma das dicas de alimentação saudável é saber diferenciar fome x vontade de comer.

Qual é a melhor frequência para se alimentar? Existem muitas teorias e muitos métodos por aí (a cada 3h, jejum intermitente, etc..) mas o que eu posso te dizer com segurança é que a melhor hora para se comer é quando estamos com fome! Mas veja bem, fome e vontade de comer são coisas diferentes. É preciso, antes de tudo, aprender a reconhecer os sinais de fome e saciedade. Saber perceber quando você está sentindo fome ou quando você está desejando uma comida por ansiedade ou outro sintoma emocional.

Além disso, também é importante fazer escolhas com consciência para não ceder às tentações do imediatismo. Mesmo com fome, você não precisa escolher o fast food mais prático, porém pouco nutritivo. Ter sempre à mão lanches saudáveis (frutas, castanhas, etc) é uma excelente alternativa para sempre que a fome de verdade bater, a gente atender ao chamado do corpo com as nossas melhores escolhas. Não delegue a outra pessoa a tarefa de determinar quando alimentar o seu corpo. Aprenda a ouvir os sinais do seu organismo e confie na sua percepção. Ninguém melhor que você para saber quando você precisa comer.

Fique longe do celular durante as refeições

Não se alimente mecanicamente, preste atenção nas sensações durante as refeições.

Me conte aí, COMO você faz as suas refeições? Sentado à mesa, acompanhado de alguém, ou no sofá, assistindo TV e respondendo mensagens? Com a rotina corrida e ACELERADA do estar sempre ocupado e produtivo, parar para comer acabou virando uma “perda de tempo”. Muitas pessoas pulam as refeições porque “não dá tempo de almoçar ou tomar café da manhã” ou comem com pressa apenas para constar porque precisam sair correndo para o próximo compromisso.

Tudo isso transforma o momento de nutrir o nosso corpo em algo completamente mecânico. A gente mal mastiga, não saboreia, não percebe os sinais internos de saciedade, às vezes até confunde fome com sede. Acabamos comendo mais do que o necessário ou menos do que precisamos e fazemos escolhas baseadas na praticidade ou no prazer momentâneo, sem se dar conta do valor nutricional do que estamos colocando para dentro do nosso corpo.

Que tal viver uma nova experiência hoje? Tira um momento para estar presente no ato de se nutrir. Perceba os sinais do seu corpo, pare para se alimentar quando você estiver com fome. Faça uma escolha consciente de algo que você sabe que vai trazer energia e saúde para o seu organismo. Sente-se, agradeça e aprecie a comida, a cor, a textura, o cheiro. Mastigue com calma, sinta os sabores do seu prato. Uma das grandes dicas da alimentação saudável é: esqueça o celular ou a televisão e preste atenção no que você está fazendo naquele momento, nas sensações que aquela refeição te proporciona. Coma no seu tempo, até você sentir que está saciado, não precisa se empanturrar.

Se você não conseguir manter esse padrão para todas as refeições, escolha ao menos um momento do dia para viver essa experiência. E se puder, faça isso em família. Você vai ver como tudo fica mais saboroso!

Gostou dessas dicas de alimentação saudável? No meu Instagram compartilho minhas refeições, receitas e informação de qualidade para um estilo de vida mais saudável, sem sofrimento.